DISTRAÇÕES_i_IMAGENS

...um olhar sobre... as minhas IMAGENS preferidas e algumas DISTRAÇÕES ...

"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são." (Peter Urmenyi)

"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular" (Mahatma Gandhi)

"Para viajar, basta existir. " ( Fernando Pessoa )

sexta-feira, dezembro 31, 2010

... o último ... de 2010 ...

 
... é o último de 2010 ...
A todos
UM 2011 MUITO COLORIDO
E
CHEIO DE "MOVIMENTO"
"PINTEM" A VOSSA VIDA COM TODAS AS CORES
QUE DESEJAREM
E
"MOVIMENTEM-SE" EM DIRECÇÃO
AOS VOSSOS SONHOS E OBJECTIVOS

(Fotografia de FAIRES)

... um olhar sobre ... o outro lado...

 
... também aqui...
... a ponte é uma passagem...
(...não sei se só para a outra margem ...)
(Fotografia de FAIRES - Nov. 2010)

quarta-feira, dezembro 29, 2010

... um olhar sobre ... algures ou nenhures...


... olhando das terras da Arrábida ... para longe ...

(Fotografia de FAIRES)

... um problema dos outros ... ou um problema nosso (?) ( Cap. II )

... Continuando o CAPÍTULO I....
Temos o
CAPÍTULO II...
( É normal ... )

(...)
É que para mim, realmente existem serviços que funcionam bem, outros que funcionam mal e outros simplesmente que não funcionam... disto, sabemos todos nós ... E como sabemos, é muito mais fácil deitar as culpas para estes mesmos serviços, dizendo que são todos incompetentes... Ora vamos lá com calma...

E eu ? E nós ? Não temos nenhuma responsabilidade ?
Não somos também, cidadãos de um país, que por acaso é nosso ??
Onde é que está a CIDADANIA ?
Nestas coisas de preservação e defesa do Ambiente, a maioria de nós já ouviu falar na Política dos 3 R's... São eles:
- REDUZIR - Quer dizer ter práticas que permitam a redução da produção de RSU's ;
- REUTILIZAR - Quer dizer, sempre que possível, dar utilização aos nossos resíduos "fazendo com que eles cumpram outras funções ou tenham outros objectivos . Esta parte permite por exemplo evitar que existam resíduos que sejam eliminados ocupando espaço em aterros ou centrais de incineração ;
- RECICLAR - Quando não é possível utilizar as duas "técnicas" anteriores, proceder à correcta deposição e eliminação de modo a que tudo o que se possa reciclar, seja reciclado. Não somos nós, comuns cidadãos, que normalmente reciclamos. Existem empresas e locais próprios para este efeito. basta cumprirmos as regras de deposição dos nossos lixos. São poucas mas eficientes.

Mas existe ainda mais dois "R's".
A Política passou a ter 5 "R's"

O primeiro, que é o quarto, é o de RESPEITAR.
Evidentemente que toda a gente sabe o que quer dizer, ou não... Se não, eu explico, todos nós temo o DEVER de RESPEITAR, mas não é o Ambiente, é RESPEITAR o outro cidadão, é respeitar a Sociedade, respeitarmo-nos enquanto cidadãos.

O segundo que falta, que obviamente o quinto, é o da RESPONSABILIDADE.
E este é que é a questão. Todos nós temos a RESPONSABILIDADE de ter práticas que tenham como fim a protecção dos nossos espaços, dos espaços públicos, e no fundo do Ambiente, ...
Então qual é a minha RESPONSABILIDADE ?
Então eu posso colocar o meu lixo junto a uma árvore ou num passeio qualquer, que alguém há-de vir recolher o mesmo ? E quem é que paga isto ? É de "borla" ?

Vou-vos contar uma coisa que se calhar alguns não sabem ...
Em Lisboa, em alguns bairros já existe esta prática, mas quanto a mim devia ser muito mais alargada.
Sabem que somos um país muito rico ? Não sabiam pois não ?
É que, que eu me lembre, só nesta cantinho à beira-mar plantado, é que se faz recolha de RSU's ( quer dizer Resíduos Sólidos Urbanos ), com periodicidade DIÁRIA (TODOS OS DIAS incluindo Domingos e Feriados) na generalidade das localidades . E isto, meus amigos, é um LUXO, que é muito caro para a generalidade dos cidadãos, leia-se todos nós.
Também somos dos poucos países onde se paga mais por sermos limpos, isto é, se o meu vizinho fôr uma pesssoa consciente, separar o "lixo" todo, tomar banho todos os dias, e eu pelo contrário tomar banho só no Natal e estar-me a "borrifar" para a separação, quem paga mais é .... o meu vizinho, porque se paga a taxa de tratamento dos resíduos em resultado de uma percentagem do consumo da água... Não acreditam, vejam as vossas facturas da água.

Ora temos aqui as duas vertentes.... A segunda revela uma fragilidade dos serviços municipais ou públicos, que premeia o não cumpridor, isto é, o "porco" ... Também se revela aqui uma falta de fiscalização por parte desses mesmos serviços, dado que dificilmente alguém pagou uma "coima" por depositar mal o seu "lixo".

No entanto, para mim, e mais importante, é a falta de CIVISMO que se espalha pelas ruas e campos, bosques,  deste território...
Não há nenhum problema em se cuspir para o chão, deitarmos os restos dos nossos cinzeiros para a estrada ou rua, pegar nos papeis e enviá-los para um remetente público, normalmente um passeio ou uma zona ajardinada e de todos nós, as ruas e espaços públicos, passearmos os nosssos cães e não limparmos o que o animal acabou de deixar como "presente" para alguém depois pisar, ter de chamar nomes ao dono do animal (ou ao animal que acompanha o animal de estimação), deixarmos os nossos resíduos em vez de ser dentro do contentor, fora e ao lado ou ao lado de uma árvore, ou mesmo no meio da rua ... Alguém há-de limpar e lavar... É para isso que eu pago os meus impostos, pensam alguns "inteligentes".
E depois ainda dizemos que não há quem fiscalize... Pois, tinha de se ter um fiscal por cada potencial prevaricador... e quem paga isto ? É de borla ??

Faço um pequeno desafio, visitem uma Central de Incineração (arredores de Lisboa ou do Porto) e vejam, mas com olhos de ver a quantidade de RSU's recolhida num dia normal de semana, e depois se conseguirem não façam "ar de espanto".

Bem, cá para mim, e normalmente pelo que vejo e leio, a culpa nunca é nossa... é sempre dos outros, isto é, dos serviços ... e os serviços não têm rosto, não têm cara .... ou pelo menos nem sempre é a mesma ...
Mas de um coisa eu tenho a certeza, eu também pago, pago e bem caro a "jarvardice" que os outros fazem...

Por isso, antes de "atirarmos" culpas, desculpando-nos , meus amigos, olhemos para o "umbigo", e tentemos de alguma forma ter um bocadito de respeito pela CIDADANIA e assumirmos a nossa RESPONSABILIDADE, isto é, uma tarefa de todos...

Diga-se em abono da verdade, que felizmente já existem muitos cidadãos que são verdadeiros CIDADÃOS... dignos deste nome, só que somos poucos ainda .... a estes ninguém agradece, apenas dizem que estão a cumprir o seu dever ... é verdade . E normalmente que assim se refere a estes CIDADÃOS, é quem não cumpre...
Coisas ...
Desculpem-me a falta de modéstia, o desplante, possivelmente até a falta de educação, que tive em escrever estas palavras, mas por vezes também cansa ouvir que só os outros são incompetentes ... é que devido à minha curta actividade profissional e responsabilidade não só social mas também funcional e operacional, não posso permitir que um qualquer chame de incompetente a milhares de pessoas que lutam neste país para manter as ruas livres de porcaria, e garanto-vos, muitas vezes com razão para se desmotivarem... o que vale é que ainda acreditam ... e por isso aguentam-se ... e ainda bem.
Obrigado a estes resistentes, obrigado aos CIDADÃOS ...
(imagens retiradas da Internet)
(As minhas fotografias têm situações bem mais degradantes)

... um problema dos outros ... ou um problema nosso ... (?) (Cap. I)

Em primeiro lugar, o que tenho para dizer é muito, por isso vou fazer isto em dois capítulos...
Aqui fica o primeiro ....

Capítulo I

Sinceramente, não sei onde li um artigo sobre um assunto que me levou a escrever sobre a questão levantada em título... Mas sei que estava acompanhada com duas ou três fotografias alusivas ao tema.
Penso que terá sido num Blog... Sinceramente não me "alembra"...

Mas a questão tinha a ver com o que estava representado nas duas imagens: dois ou três sacos de "lixo" que se encontravam colocados ou ao pé de árvores num local de passagem, bem como num passeio, logicamente local de passagem, e em jeito de texto / comentário, pelo menos a mim deu-me a sensação que os mesmos estariam nestes locais erradamente colocados, e que os serviços da câmara, mais um vez demonstrando a sua incompetência, não tinha procedido à recolha dos mesmos. A câmara não cuida do ambiente nem tem cuidado com os seus munícipes...

Bem, eu por acaso até exerço a minha "curta" actividade profissional nesta área...
Não percebo nada disto, mas tenho sérias dúvidas sobre este tipo de análise, perdoem-me o desplante, mas... (?) Não, não sou funcionário de uma autarquia, nem tão pouco de um organismo público.
Mas se há assunto, com o qual me defronto no meu dia-a-dia, este é um deles. Todos os dias vejo, controlo, coordeno, decido, discuto, falo para as paredes às vezes, eu sei lá mais o quê.... serviços e pessoas que lutam também todos os dias para ter uma parte deste país, um cantinho, mais limpo, livre de "lixo" (o termo técnico é Resíduos), coisa que se tem revelado uma batalha quase que inglória.
O que vale é que esta gente que "luta" todos os dias, mantém a "teimosia" e a perseverança ...


Tenho percorrido alguns países deste nosso planeta, poucos, mas que já me permitem fazer uma análise mais ou menos fundamentada sobre esta e outras questões (perdoem-me mais uma vez a falta de modéstia), mas quando vamos de visita e depois voltamos, facilmente, sobre este tipo de assuntos, dizemos e/ou ouvimos dizer :
- Eh, pá... Não se vê um papel no chão... Estava impecável... Olha que um gajo até tem vergonha de deitar uma beata para o chão.

E não têm mesmo coragem de o fazer, porque se o fizerem, há logo uma "recriminação" social, isto é, existem logo uns pares de olhos que nos fitam como se fossem "balas", e o "gajo" fica com tanta vergonha que não sabe onde se meter. Também facilmente é chamado à atenção por um qualquer "passeante", que por acaso, pode chamar esse mesmo "gajo" de porco e javardo.... Lembram-se da actriz brasileira na fonte junto aos Jerónimos ???
Lembram-se como nós portugueses, ficámos chocados com o que vimos ?
Só porque era uma pessoa de fora ?
(...)

(... continua no próximo post ... )
(Imagens retiradas da Internet )

terça-feira, dezembro 28, 2010

... FOI NATAL ... OUVI DIZER ...

Pois é....
Ouvi dizer, não onde é que ouvi, mas o certo é que ouvi dizer que foi Natal ...
Mais um Natal se passou ...
- Então, o Natal correu bem ?
- Sim, passou-se ! Comemos e bebemos, e tivemos muitas prendas ...
- E como e que foi ?
- Foi em família, comemos e bebemos e depois aí por volta da meia-noite, distribuimos as prendas ! Os miúdos adoraram, pois tiveram muitos brinquedos... Pois é passou-se !

E se repararmos bem, até as campanhas de Solidariedade quase que terminaram ...
Nos diversos canais de televisão, a Popota já passou à história ... A Leopoldina, essa certamente vai entrar em "estágio" para mais umas operações plásticas ... Vamos aguardar para vermos no próximo Natal como se apresenta ao público consumidor ...

Pois é, ouvi dizer que foi Natal...

E tenho a certeza que foi Natal. Hoje em diversos canais também de televisão, como notícia importante, embora não tenha ouvido com todos os "f's" e "bef's", enquanto olhava, vi uma "cambada" que se apresentava em frente a uma qualquer superfície comercial ou loja de marca, quase nus, porque, pasme-se, abriu a época de SALDOS .... e o pessoal, qual "manada" descontrolada, ao abrirem-se as portas dos "curros", corriam desenfreadamente em direcção às prateleiras e expositores dessa loja porque, em não sei quantos minutos, podiam escolher roupa de "borla" ...

E este tipo de situação também costuma acontecer sempre a seguir a uma determinada data ou época, é quando acabou o Natal...
É significado que acabou o Natal ... Mas realmente, raio de sociedade, o consumismo continua ... É que agora ainda não se fazem contas, mas aí para o início de Janeiro, voltamos a ter crise ...
E por estas e outras que a nossa crise, não será apenas económica mas também uma crise de valores ...

Realmente, ouvi dizer... Foi Natal ... e é mesmo verdade, foi Natal ...

Ainda só não descobri uma coisa :


JÁ FOI NATAL, OU AINDA É NATAL ?
QUANDO É QUE É NATAL ?

É que ainda há gente que necessita de ajuda, ainda há necessidade de Solidariedade, ainda há pessoas, seres humanos que passam fome... Esta altura amenizou este tipo de necessidades, mas elas reflectem-se e existem todos os dias...
Onde estão agora "os famosos" para continuarem a apadrinhar as campanhas ?
Já sei, estão a preparar agora os festejos para a Passagem do Ano ...
É verdade, são os sinais dos tempos, sinais da crise, não há um "buraco" para aqueles que se esqueceram de marcar o seu Reveillon... está tudo cheio até à porta...
É a crise ...

Mas então quando é que é NATAL ??
( Fotografia de FAIRES)


quinta-feira, dezembro 23, 2010

... É NATAL ... OUVI DIZER ...

... não sei se é coincidência ou tradição, mas normalmente somos "bombardeados", todos os anos, mais ou menos nesta altura, pelo mesmo tipo de informação ... É NATAL ... é sempre nesta altura ...

Curiosamente, é também sempre nesta altura, que ouvimos falar quase de minuto a minuto, em Paz, Solidariedade, Espírito de Ajuda, na Popota, na Leopoldina, eu sei lá mais em quê ....
Já agora, só um "aparte", a Leopoldina é a única "mulher" que com o passar dos anos está cada vez "melhor", (desculpem .... ), mas pronto, são coisas .... este ano o seu novo e "sugestivo" visual diz-me que foi sujeita a uma "Plástica"... bem vamos ao que interessa.

Tudo isto porque é Natal ...
Olhando bem à minha volta, o que incomóda verdadeiramente, é o Espírito Mercantilista da Sociedade.
Tendo em conta esta ideia, então já é Natal para aí há mais de dois meses .
Basta ouvir os spots publicitários, ir a um qualquer centro comercial, ou por exemplo viver em Alcochete relativamente perto do Freeport, para saber que isto é a mais pura das realidades ...
Estamos em crise, mas pelo número de "formigas" que "formigam" nestes locais, não se nota...
E tudo isto porque é Natal ...
Pedidos de ajuda surgem, normalmente ao longo do ano, mas coincidência ou não, é também mais ou menos sempre nesta altura, que a acompanhar esses pedidos de ajuda, aprecem umas "figuras" mais ou menos mediáticas, ( ... dizem as figuras, que o são ...), a "pedir" para os mais carenciados... 
Não me choca, evidentemente que todos os dias, neste território à beira-mar plantado, infelizmente existe muita gente carenciada, e muito mais infelizmente, gente carenciada porque a desgraça lhes bateu à porta...
Mas normalmente, e porque é Natal, as pessoas estão bem mais ocupadas nas compras de Natal, não percebi ainda bem porque é que são de Natal, mas chamam-se assim, e estes pedidos de ajuda passam-lhes completamente ao lado...
Gasta-se dinheiro, assumem-se dívidas em cima de dívidas... As pessoas faltam ao trabalho porque precisam de comprar coisas para o Natal...
Depois temos sempre a mesma explicação, a mesma desculpa para o nosso descontentamento, é a CRISE... Mas trabalhar, produzir, isso não, isso bem pode ficar para depois do ... Natal...
Até o nosso "ESTADO" decidiu dar tolerância de ponto para todo o dia 24 e todo o dia 31... Não vá ainda alguém ter de comprar mais umas coisas para o Natal... E como é Natal, ainda existem depois muitos serviços, normalmente também do Estado, que já no dia 23 à tarde, também facilitam a vida aos seus "colaboradores", deixando que os mesmos, comecem mais cedo o Natal...
Tudo isto, porque é Natal... E para o próximo ano, para o outro a seguir e seguindo... uma coisa é certa, mais ou menos nesta altura do ano voltará a ser Natal... Estranha coincidência...

E quando é que será VERDADEIRAMENTE NATAL ???
Quando é que a sociedade de consumo e desperdício começa a pensar no NATAL ?
Quando é que todos nós pensamos realmente o que é o NATAL ?

Não vou entrar em lugares comuns e frases feitas...

Eu pessoalmente, gosto do NATAL... mas também pessoalmente detesto este Natal, de consumismo, de quase "batalha campal" para se comprar tudo, e como somos muito organizados, fazemos tudo com tempo... o que quer dizer deixa-se tudo para a última hora... Este Natal já começou, já começou há mais de dois meses.
Eu gosto do NATAL, aquele do encontro das famílas, o NATAL da partilha, mesmo que sejam de presentes, dados com amizade, carinho, o NATAL que nos revele as nossas falhas e fraquezas e que nos permita ou ajude a sermos melhores, mais leais, mais verdadeiros ...
Eu gosto do NATAL do PRESÉPIO...
E termino como não gostava de terminar, mas gostava que este NATAL, fosse estendido a todos os dias do ano, e não só no NATAL...
Por isso, se fôr este o NATAL que se celebra que se festeja, então eu gosto do NATAL...

Não gosto do Natal da Árvore de Natal... das bolas e fitas... não é que não goste de ver, mas não gosto do que representa...
E apenas mais uma coisa, para o ano que vem, mais ou menos aí por volta de Outubro, volta a ser Natal...
E quando é que será NATAL ?

(Imagem do Pai Natal retirada da Internet)
(Fotografia de FAIRES - O Meu Presépio)

quarta-feira, dezembro 22, 2010

UM PRESÉPIO ... O MEU PRESÉPIO ...

PRESÉPIO...
... de acordo com o especialistas da Linguística, quer dizer, local onde se guarda gado, curral...
... local da Natividade ... o nascimento de Jesus ...

Os primeiros presépios surgiram em Itália no séc. XVI.
No entanto, a celebração do nascimento de Jesus remonta ao séc. III, tendo coincidido com as primeiras peregrinações a Belém.


As primeiras representações do nascimento de Jesus, surgiram a partir do séc.IV.


S. Francisco de Assis é visto como o "Pai", o "Criador" dos presépios.
No séc. XIII, decidiu celebrar a missa da véspera de uma forma diferente.

Em vez de a celebrar na igreja, como normalmente até aí era feito, celebrou numa gruta perto da cidade de Assis, tendo "construído" um Presépio "vivo" . 
Os presépios mais conhecidos e famosos são os presépios napolitanos.
São ainda nos dias de hoje uma referência e sempre apreciados devido às suas características artísticas e plásticas . 
Em Portugal, temos também diversos locais, que nesta altura do ano, apresentam os seus presépios.
Fazem a delícia dos petizes e dos adultos que por momentos se transformam em petizes...
É bonito observar, em alguns dos presépios, os movimentos, tudo o que rodeia uma gruta, sempre o centro das atenções ... nessa gruta, nesse pequeno estábulo, representa-se a cena do nascimento de Jesus ... Crentes, e Não Crentes, muito pouca gente fica indiferente a um Presépio ...
Quem não conhece o célebre Presépio de Machado de Castro, que se encontra na Basílica da Estrela, à disposição de ser admirado por todos aqueles que lá vão ou lá queiram ir.

Também eu, todos os anos faço o Presépio. Não dou grande importância, embora goste, à Árvore de Natal.
No entanto quem me conhece sabe que me empenho na construção do meu Presépio. Durante o tempo em que estou a construir e a colocar as "figuras", são momentos de total descontração ... é muito mais barato e gratificante que qualquer tempo ou sessão de SPA ou psicanálise ....
É algo que me dá prazer, algo que me dá alegria e vontade de celebrar o Natal.
A base está feita há alguns anos ... o recheio, vai-se alterando de acordo com o que em cada ano me parece melhor... este ano ficou assim...
Sem querer ser presunçoso, ou "ignorante", este pequeno presépio para mim, é muito mais "valioso" que o de Machado de Castro ... perdoem-me a petulância, mas é meu ...

É também desta forma que festejo o Natal de 2010 ... em família e junto dos amigos ... de todos aqueles que me são mais próximos e importantes... Considero o Natal, na sua essência uma festa da família ...
Por isso termino desejando que todos tenham o Bom e Santo Natal, junto dos que para vós são os mais "importantes" ...

(Fotografias de FAIRES - e o Presépio também)

terça-feira, dezembro 21, 2010

... THE DEAD AIR SPACE ...

 Cá voltamos nós a "escrevinhar" qualquer coisa sobre a banda ...

... THE DEAD AIR SPACE ...

No passado fim-de-semana, mais propriamente no Domingo dia 19 de Dezembro 2010, esta rapaziada foi dar mais um concerto...
Desta vez foi na Moita...
Sou suspeito, mas ouviu-se um concerto, ouviu-se música de grande qualidade...
Com disse antes, sou suspeito, mas os comentários de jovens e menos jovens, foram unânimes...
- Tão novos, e já com música desta Qualidade !!! - diziam-me uns...
Outros, perguntaram-me:
- Quem é que lhes faz os temas, quem é que lhes compõem a música ?
Resposta imediata, da minha parte :
- São eles ... São eles que fazem as letras e a música...
Voltava a ouvir, mais um comentário:
- A música é de gente com maturidade, mas eles são tão novos ...
- Vou ficar com o nome,- disse-me uma das pessoas,- voltarei a falar com eles....


Bem, continuando, e repito, sou suspeito, estão realmente diferentes... Estão mais calmos e serenos... Estão mais "maduros"... Estão muito mais seguros de si próprios...
O ritmo do concerto, é incrivel, não há paragens entre temas, ou quando estas existem é porque é necessário mudar ou alterar a afinação de uma guitarra, ou mesmo mudar de guitarra... os tempos mortos são minimos e apenas servem para mudar de "instrumento" ou afinação...
Olha-se para o palco, e vê-se um grupo de jovens a funcionar em sintonia... não precisam de falar ou combinar... está tudo planeado... basta um olhar entre eles para todos perceberem o que vai acontecer a seguir...
Também apresentaram novos originais... novos temas ...
Um deles, apenas instrumental, quanto a mim que não sou nem tenho pretensões a ser crítico especializado, e além disso sou suspeito, é um tema soberbo...
Sou suspeito...
Não me vou alargar mais em comentários...
Quem são os THE DEAD AIR SPACE ?
Um grupo de jovens, todos eles com gosto especial pela música... Todos eles jovens com criatividade e vontade de fazer música diferente ...
Gostei... Quando é que é o próximo, e onde ???
Vou aguardar, e só se não for possível é que não vou... mas à partida, estou lá ... de preferência numa das primeiras filas...
Já sei, sou suspeito, mas tenho direito a dar a minha opinião...
Por isso aqui fica...

(Fotografias de FAIRES)

... UM DESEJO MEU, PARA CADA UM DE VÓS ...

... PARA TODOS OS AMIGOS ...
 ... FAMILIARES DOS AMIGOS ...
... AMIGOS DOS AMIGOS ...
... E FAMILIRIARES DOS AMIGOS DOS AMIGOS ...


... SÃO ESTES OS MEUS DESEJOS PARA TODOS...
... LUTEM PELOS VOSSOS DESEJOS, E SE POSSÍVEL AJUDEM-SE ...
UM ABRAÇO PARA TODOS,

( Composição e Fotografia de FAIRES )

sábado, dezembro 18, 2010

... em Lisboa ... um prazer ...

À entrada podemos observar e ler...

... entrando podemos ver do lado esquerdo... ainda não estamos ao balcão...
... quem não conhece, talvez experimente por curiosidade, ou porque ouviu falar da ...
... quem conhece, entra determinado a apreciar mais uma vez este doce e suave liquido...
... ao pedir, ouve a pergunta :
- Com elas ou sem elas ?
... escolha difícil mas que tem de ser feita...

... depois de "apreciar" este licor , saímos, olhamos para trás e observamos novamente...


A "GINJINHA", mesmo ao lado da Igreja de S. Domingos, no nº 8 do largo com o mesmo nome...
Hà uns tempos foi vitima dos novos tempos... foi "encerrada" pela ASAE, ouviu-se dizer... eu por acaso não sei se foi verdade ou não... o certo é que este lugar de eleição na Baixa Pombalina continua aberto ao público, proporcionando a quem lá vai o prazer de provar e beber o precioso licor.
Todos nós podemos comprar uma garrafa de Ginjinha com elas ou sem elas, em qualquer loja da baixa, ou em qualquer feira de artesanato. Certamente que o licor que levamos para nossas casas também é bom, também é saboroso. Mas, quem já aqui foi, à "GINJINHA" no nº 8 do Largo de S. Domingos, sabe que em casa ou num bar qualquer, este licor não "sabe" da mesma maneira...
Falta-lhe um "não sei o quê". Não é a mesma coisa...
Falta-lhe o pedir uma ginjinha, dentro daquele pequenino cúbiculo, junto ao balcão de madeira, e aqui sim, aqui neste local, beber um pequeno cálice de ginjinha, beber um cálice deste precisoso licor ao balcão da GINJINHA...
É um lugar a visitar e apreciar
Quem não conhece, não sabe o que perde, porque quem já lá foi, não se importa, sempre que possível de repetir esta experiência.
- Boa tarde, era uma ginjinha se faz favor !
- Com elas ou sem elas, amigo ?
Se puder lá ir, se ouvir estas palavras, é porque está ao balcão da GINJINHA... nesta altura escolha o que melhor lhe parece...
Com ou sem elas, é bom, é delicioso beber uma ginjinha na GINJINHA, no nº 8 do Largo de S. Domingos.
Eu já lá fui, e vou repetir... Ah isso vou...
(Fotografias de FAIRES) 

... andando por Lisboa ...


... ouvindo ...

... escutando ...
... Música , Arte ...

(Fotografia de FAIRES)


... andando por Lisboa ...

 
... conversas ?
... diálogos ?

(Fotografia de FAIRES)

sexta-feira, dezembro 17, 2010

... geometria ...

... círculos ...
... brinquedos ...
(Fotografia de FAIRES)

... "a maior empresa do Mundo...

Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,
Mas não esqueço de que minha vida
É a maior empresa do mundo…
E que posso evitar que ela vá à falência.

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver
Apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e
se tornar um autor da própria história…
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar
um oásis no recôndito da sua alma…
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “Não”!!!
É ter segurança para receber uma crítica,
Mesmo que injusta…

Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo…


(Poema de Fernando Pessoa)
( Fotografia de FAIRES)

quinta-feira, dezembro 16, 2010

... No meio do caminho ...




No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

(Poema de Carlos Drummond de Andrade)
(Fotografia de FAIRES)

... fonte...


... algures em Portugal...
... uma fonte, uma bica ou um chafariz ...
... em qualquer dos casos, água ...

(Fotografia de FAIRES)

... cores...


... de Outono ou Inverno ...