DISTRAÇÕES_i_IMAGENS

...um olhar sobre... as minhas IMAGENS preferidas e algumas DISTRAÇÕES ...

"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são." (Peter Urmenyi)
"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular" (Mahatma Gandhi)
"Para viajar, basta existir. " ( Fernando Pessoa )

terça-feira, julho 27, 2010

... um olhar sobre... OS AVÓS....

Dia 26 de Julho , foi o DIA DOS AVÓS.
Não queria deixar passar este dia em branco, mas as minhas tarefas não me permitiram que tal não acontecesse. Enfim coisas....
Não tive a felicidade de conhecer todos os meus avós. A distância, o facto de ter nascido num país diferente, sei lá, montes de coisas... não me permitiram ter a felicidade de conhecer em Vida qualquer dos meus "AVÔS".
Conheci as minhas "AVÓS" e ainda uma "BISAVÓ". Tive a felicidade de conviver ainda com estas três pessoas, que de uma forma diferente me marcaram e me deram muitas alegrias.
Perdoem-me, embora gostasse de todas elas, a minha Avó Paterna conhecia em 1972 e depois em 1975 convivi com ela diariamente até ao dia da sua partida. Com a minha Bisavó a mesma coisa.

Lembrei-me de fazer este texto, com alguma introdução, para, sem ferir sensibilidades lhes poder contar o que senti e o que ainda hoje sinto sobre a minha AVÓ ROSA.
A minha avó ROSA....
Nasci e cresci com a minha avó ROSA.... Fui criado sempre com a presença desta "personagem", que foi a minha segunda mãe.
Foi sempre quem mais acreditou em mim... Foi sempre quem mais me acarinhou... Foi sempre quem mais me mimou, me premiou, mas também me criticou e me castigou quando necessário.
Sentia sempre a sua presença. Estava sempre presente. Nos meus bons e maus momentos, sempre me acompanhou... sempre me ajudou a crescer a a ser o que hoje sou.
A minha avó ROSA...
Um dia, numa Passagem de Ano , num dia 31 de Dezembro, não era normal eu passar o Fim-de-Ano com os meus pais e avó. Nesse ano, não sei porquê, lá calhou e fui passar a Meia-noite em família. Estava a minha "velhota" toda contente porque estávamos nesse dia todos juntos....
De manhã, no dia 1 de Janeiro daquele ano... recebi uma chamada... Deus tinha levado a minha Avó Rosa...
A minha avó, tinha partido... Toda a sua Felicidade da noite anterior, tinha uma justificação, que só naquele momento eu percebi... Eu também tinha tido a felicidade de me despedir da minha Avó, sem saber que o estava a fazer pela última vez...
Naquele dia a minha Avó, partiu, deixou-me só... Senti-me completamente só...
Senti uma enorme perda... Senti uma revolta imensa... Tinham-me tirado a minha Avó....Porquê?
Deus, afinal tinha razão... Ele precisava da minha Avó, obrigando-me a partilhar com outros esta avó imensa que até aquele momento era apenas e só minha...
Ainda hoje, recordo, não com Saudade, porque a minha Avó está sempre presente e comigo, mas recordo todo o privilégio e HONRA que tive e tenho em ter tido esta AVÓ.
Ainda nos dias de hoje, lhe peço que me ajude, que me acompanhe, que me dê conselhos...
Não perdi a minha Avó... Hoje entendo que me "obrigaram" a partilhar a minha Avó...
Não vou terminar com agradecimentos... A minha Avó, esteja onde estiver, sabe que não tenho anos suficientes de vida para lhe dizer tudo o que sinto por ela... Apenas , amo a minha Avó ROSA...

Os meus filhos, têm a Felicidade de conviver com todos os AVÓS...
Estou grato pelo facto de os meus filhos terem estes AVÓS... São os seus AVÓS... Os meus filhos também sabem que têm esta felicidade... Eles reconhecem...
São os que lhes dão as experiências de Vida, o Amor e Carinho que mais ninguém lhes pode dar...
Em tudo o que depender de mim, defenderei os Avós dos meus filhos, como sempre defendi e cuidei da minha Avó ROSA....

Gostava que todos, mas mesmo todos tivessem o privilégio de partilhar este Amor com os seus Avós... Desejo que todos defendam, cuidem dois seus Avós...
Neste dia dos Avós, mas também todos os dias da Vida...
A minha Avó Rosa, está sempre pronta também para cuidar dos meus filhos... eu sei que é assim...
Eu deixo que a minha Avó, ajude e cuide de outros netos...
Perdoem-me só ter falado da minha Avó...
É uma pequena homenagem que faço aos AVÓS... que faço à minha Avó ROSA...

4 comentários:

  1. Que texto bonito e sentido. Tenho a certeza que, esteja ela onde estiver, a Avó Rosa está comovida e orgulhosa do seu menino.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Teresa,
    Mas como bem sabes, a Avó Rosa, esteja onde estiver, está orgulhosa de todos os NETOS e BISNETOS incluindo.....a NETA T.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  3. Os chineses são famosos não só pelas lojas dos 300, mas também pela sua sabedoria milenar.

    Lá dizem eles que:

    «O grande homem é aquele que não perdeu a candura de sua infância.»

    Os avós são quem nos leva a esse tempo mágico da nossa infância, lembrarmo-nos deles é sempre a melhor maneira de os homenagear, pois eles são luz, são farol, são companheiros em todas as horas.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Olá, Amigos!
    Desculpem as faltas por "Alcochete city"!

    Até Lagos (aparecem só no jantar ou assinam a presença tb no Sábado?
    O JORGE ia gostar. O momento para ele está difícil...

    ResponderEliminar