DISTRAÇÕES_i_IMAGENS

...um olhar sobre... as minhas IMAGENS preferidas e algumas DISTRAÇÕES ...
"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são." (Peter Urmenyi)
"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular" (Mahatma Gandhi)
"Para viajar, basta existir. " ( Fernando Pessoa )

segunda-feira, janeiro 24, 2011

... estamos em que sítio deste Planeta ????

(Continuando apenas nas Distrações)... Imagens é algo para mais tarde ....

Ontem foi dia 23 de Janeiro de 2011...
Eu sei, todos deram conta ... Foi o dia em que neste país, se realizaram as eleições para a Presidência da República. Daí, este ar mais formal, colocando aqui a Bandeira de Portugal.


Fui ouvindo, confesso que quase com uma indiferença total, a campanha para as Eleições Presidenciais de 2011. Não é por nada, mas como muitos outros, também eu, que nunca tive grande apetência para "politiquices", estas então não me entusiasmaram mesmo nada.
Mas registei, que mais uma vez, uma das grandes preocupações dos "políticos" era a possibilidade de ocorrer uma grande abstenção.
Ontem, os números de votantes a meio do dia, era realmente alarmante, digo eu. Tinham votado cerca de 13%, apenas e só. Haviam mesas de voto, onde ainda não tinha aparecido um eleitor.
Como normalmente arranjamos logo desculpas paralelas aos assuntos importantes e reais, a culpa ou era... do frio, .... ou do frio, .... ou ainda, que os portugueses estavam habituados a votar mais tarde e desta vez estava muito frio. Boa !!!
E eu estava incluído nesses portugueses, ainda não tinha ido cumprir o meu Dever de Cidadão... Não porque me tivesse levantado tarde, mas por outras razões que agora não vêm ao caso...
Bem, vamos lá então votar... Como tenho o CC ( Cartão do Cidadão ), e como não sei de cor o meu Número de Eleitor, dirigi-me à Junta de Freguesia da minha área de residência, e tentei-me informar. Quando lá cheguei, havia para aí umas dez pessoas à minha frente. Aguardei, e não foi preciso muito, para "tentar digerir" a resposta que ia ouvindo:
- O sistema está completamente bloqueado ! Não é possível dar a informação sobre o número do eleitor...Olhe, não pode votar, o que é que eu hei-de fazer... ( dizia o funcionário da junta )...
Então, eu como outros que ali estavam, porque o sistema estava bloqueado, não podiamos saber o nosso número de eleitor ?
Então nós, apenas porque temos o Cartão do Cidadão, não podiamos votar ?
Como sou espírito de contradição, agora (naquele momento), até quero votar... Quero exercer o meu Dever e o meu Direito, ponto final.
Agora se o sistema está bloqueado, se não se consegue saber através do telemóvel, pela Internet também não é possível,... se alguém tem de fazer o pino, cantar ópera, pintar-se às cores ou outra coisa qualquer, para mim é "tinto". Não me importa e nem quero saber... é que eu tenho mau feitio, já me disseram...


E assim, não saí nem voltei para casa, sem exercer o meu Direito e cumprir o meu Dever... Por artes mágicas, por alguma arte de ilusionismo ou se calhar por mero acaso, o "SISTEMA DESBLOQUEOU"... demorou mais de meia-hora, estava um frio do "caraças" (desculpem o calão)... mas o sistema desbloqueou...
Terminaram os bloqueios...
E atenção, isto nada tem a ver com os funcionários da Junta de Freguesia ou com os "voluntários" que estavam presentes nas mesas de voto... Isto passou-se no país inteiro, mas mesmo "inteirinho"...
Bem, eu e outros, finalmente lá fomos votar...
Agora expliquem-me uma coisa ?
Como é que podemos de uma forma leviana, acusar que os "portugueses", de não irem votar não cumprirem, mais uma vez com o seu Dever?
Alguém sabe quantos eleitores foram impedidos de votar?
Como é que se fazem estas contas?
Quando temos uma participação com muito menos de 50% de eleitores, (a abstenção foi de 53,57 %), como é que podemos pensar em pedir e incentivar a participação dos portugueses na "vida" e nas decisões do seu país?
Será que o valor não seria muito mais baixo? Se calhar não, mas lá está, se calhar ......
E com os "se calhares...." não vamos, mais uma vez a lado nenhum...
Há sempre uma desculpa, ou é o frio, ou é o calor... ou estava muito vento, ou é porque estava um excelente dia de praia... ou é porque as "eleições" não são muito importantes (????) ou porque é porque o "povo português" não está "devidamente informado sobre os propósitos ou sobre a política" (esta também é boa)... e desta vez, conseguimos arranjar mais uma desculpa... o SISTEMA BLOQUEOU... acho que já não falta mais nenhuma....
E INCOMPETÊNCIA, FALTA DE SENTIDO DE RESPONSABILIDADE, ou até, INCÚRIA, FALTA DE PROFISSIONALISMO... não serão também "desculpas" ?...
Não teria sido possível, antes mas com tempo, simular este tipo de situação e prepararem o SISTEMA para se evitarem este tipo de ocorrências ? Está-se a lidar com máquinas, informática, onde se podem efectuar testes, ensaios, testar o limite...
É que nós já estamos tão bem vistos por esse Mundo fora e nomeadamente na Europa, e... foi mais um "tiro no pé", e desta vez com bala de canhão...
Pronto, para se resolver o assunto, ouvi hoje, a Comissão Nacional de Eleições vai abrir um inquérito para determinar as razões que levaram a tal situação...
Quer-me parecer a mim, que não vai haver grandes conclusões, e se formos muito mas muito rigorosos, ainda vamos ver que para isso deve vir a ser constituído ou um grupo de trabalho, ou uma comissão de inquérito ou uma comissão e grupo de trabalho qualquer...
Pois, mais uma vez falta de credibilidade que está em causa...
E mais uma vez para a história, fica a fraca participação dos portugueses, como uma elevada taxa de abstenção, muito acima de 50%... para a eleição do Presidente da República que é o Presidente de todos os portugueses...
E pronto, vamos aguardar até às próximas, para nos voltarmos a queixar da falta de participação, da elevada taxa de abstenção, ou até para ouvir alguém dizer que "é normal, dado que os portugueses estão cada vez mais afastados da política... e da participação activa na vida do país...". Pronto, é normal... e contra as "normalidades" nada feito, .... já contra as "anormalidades" se calhar, e lá está o "... se calhar...", aí também nada feito... depois faz-se mais um inquérito ou cria-se mais uma comissão ou grupos de trabalho... e de certeza, não se calhar, arranjam-se mais duas ou três desculpas....
É o país que temos, mas continuo na minha, não sei se é o que merecemos...
(Imagens tiradas da Internet)

1 comentário:

  1. Felizmente não tenho essa "maravilha"das novas tecnologias (nem me inscrevi em nada de "novas oportunidades" ) que os "programas "de inovação propagandearam.
    Assim, com o Cartão de Eleitor (já com uns anitos) e o BI ( Vítalício ), votei tranquilamente numa secção eleitoral onde não havia fila nem adivinhei o próximo eleitor.
    Em compensação, CONFIRMO a existência de um magote de cidadãos que desesperados queriam saber onde votavam !
    E A CULPA VAI MORRER SOLTEIRA, como é norma neste país florido.

    ResponderEliminar