DISTRAÇÕES_i_IMAGENS

...um olhar sobre... as minhas IMAGENS preferidas e algumas DISTRAÇÕES ...

"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são." (Peter Urmenyi)
"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular" (Mahatma Gandhi)
"Para viajar, basta existir. " ( Fernando Pessoa )

sexta-feira, maio 07, 2010

... um olhar sobre... o Bernardo ...

Não é normal eu escrever sobre alguém que me diz tanto como o Bernardo.
Não é normal eu escrever sobre família.
Desta vez não pude deixar de o fazer.
Peço desculpa se é um acto de egoísmo.
Apenas umas linhas sobre o Bernardo.
O Bernardo é o meu filho.


Há uns anos atrás era uma criança, como a imagem acima o documenta. Bricalhão, por vezes "metido com ele próprio", bom aluno, dono de um sentido de humor invejável para a idade, inteligente e já nesta altura com um espírito crítico muito apurado.

Ontem, 6 de Maio de 2010, sem se dar conta, fez 18 anos. Passou a ser "maior".

Nesta imagem, nós os três (a Mariana, eu e o Bernardo).
A "mãe" estava por trás da câmara.

É hoje, um jovem adulto, (é o "cabeludo que está do lado direito da fotografia), continua a ser inteligente, bom aluno, apurou o espírito crítico, apurou o sentido de humor. Muito criativo, tem a dificuldade muitas das vezes em conter e controlar essa mesma criatividade.
Para o Beni, o Mundo não tem fim e os seu horizontes são "infinitos".
Objectivos, tem também muitos. Alguns deles , os mais imediatos, já os atingiu. Com o cumprir destes, outros deseja adquirir.
Nem sempre a nossa "convivência" foi fácil. A razão principal é que este jovem herdou do pai a teimosia e outros defeitos. Temos o mesmo feitio. Temos a mesma forma de pensar e de reagir perante muitas coisa e situações. 
Podemos muitas vezes não estar de acordo.

Sei é que gosto muito dele. Sei que o "amo". Tenho do Bernardo um imenso orgulho. E não é apenas um orgulho que se tem de um filho.
É também orgulho do Homem que é.

Estas palavras, são fáceis de ser ditas por um "Pai".

Bernardo, ainda agora chegaste aos 18 anos.
Desejo-te toda a Felicidade do Mundo.
Desejo que consigas atingir os teus "Sonhos", que sei que são muitos.
Não deixes que te façam mal. Enquanto eu puder, também não deixo.

Sei que gostas de música. Sei que gostas de fazer música. Aqui vai um poema que já foi "musicado".

Senta-te aí
Está na hora de ouvires o teu pai 
Puxa para ti essa cadeira 
Cada qual é que escolhe aonde vai
Hora-a-hora e durante a vida inteira

Podes ter uma luta que é só tua
Ou então ir e vir com as marés
Se perderes a direcção da Lua
Olha a sombra que tens colada aos pés

Estou cansado. Aceita o testemunho
Não tenho o teu caminho pra escrever
Tens que ser tu, com o teu próprio punho
Era isso o que te queria dizer

Sou uma metade do que era
Com mais outro tanto de cidade
Vou-me embora que o coração não espera
À procura da mais velha metade


( Letra - João Monge, Música - João Gil, Intérprete - Jorge Palma )

PARABÉNS FILHO pelo dia 06 Maio.
Parabéns Mãe por teres gerado este filho.

Um beijo do Pai.

Apenas estas palavras, sem grande sentido, mas certamente com um grande sentimento.

( Fotografias de Rafael Martins (um amigo) e de Fernando e Teresa )

3 comentários:

  1. Bolas, já estou pr'aqui a chorar que nem uma madalena!
    Raio do puto! Vou mas é fazer o jantar!
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Parabéns ao BERNARDO, filho de uns PAIS que há pouco tempo conheci mas de quem tenho a MELHOR das impressões.
    Parabéns a toda a família.
    Temos HOMEM !

    Um abraço forte.

    ResponderEliminar
  3. Parabéns ao Bernardo (ainda que atrasados) e aos Papás pelo filho que têm!!! Desejo-vos toda a felicidade do mundo, tal como se fosse para mim e para os meus!
    Gostei muito das palavras do pai... emocionaram-me, pois são o espelho de todos nós pais também!
    O MELHOR PARA OS NOSSOS FILHOS!!!
    Um beijinho para ambos e para o resto da familia, mãe e mana.
    Boa semana e uma boa vida para todos.
    Céu Vieira

    ResponderEliminar