DISTRAÇÕES_i_IMAGENS

...um olhar sobre... as minhas IMAGENS preferidas e algumas DISTRAÇÕES ...

"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são." (Peter Urmenyi)
"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular" (Mahatma Gandhi)
"Para viajar, basta existir. " ( Fernando Pessoa )

segunda-feira, novembro 30, 2015

... da FICÇÃO À REALIDADE ...


Há muitos anos, penso que muitos de nós vimos um filme, 2001 ODISSEIA no Espaço, de Stanley Kubrick, produzido em 1968.
Uns anos mais tarde, penso que em 1975, fomos invadidos por mais aventuras no espaço com a série televisiva ESPAÇO 1999.
Embora nada ou muito pouco tenham em comum, na realidade, tanto num caso como noutro, em comum era a incredulidade com que todos nós assistimos a estes “filmes”, perante tanta tecnologia e forma de vida, tão avançada para a época. Quem é que na altura não afiançava que nesses filmes o que lá mostrava era quase impossível de um dia se realizar ou acontecer.

E assim, em pleno século XXI, muitos dos que diziam ser impossível, vivem hoje num Mundo global, imersos, diria mesmo afogados, num mundo de tecnologia, sem que se possa quase dar um passo incógnito … Toda a gente sabe de tudo o que se passa no Mundo, a toda a hora e momento, bastando para isso dedilhar um teclado de um qualquer “instrumento” tecnológico pequeno, quase imperceptível aos olhos mais atentos de quem nos rodeia.
Afinal, o que era quase impossível, tornou-se possível... a tecnologia dos filmes tornou-se real e está à mercê de qualquer comum dos mortais …
A ficção é hoje, quase na sua totalidade, uma REALIDADE.
Há dias, sem grande coisa para fazer ao fim de mais um dia, ao fazer zapping, dei de “vistas” com mais um dos muito filmes, que mesmo se deixarmos de o ver durante 15 ou 20 minutos, a história não se perde.
Na tela, passavam imagens de viaturas militares, a cidade de New York, mais uma vez corria o risco de desaparecer do mapa. A população, sobrevivia entre túneis e locais recônditos, atemorizada com o estado de sítio à superfície.
Um grupo de “malfeitores”, tomou conta da cidade, impondo a lei marcial, impondo as suas ideias e ideologias, impondo através do terror as suas ideias de uma nova e renascida sociedade e forma de vida.
Perante estas imagens, por breves instantes, recuei uns dias, às imagens que passaram em todos os canais de televisão, jornais e revistas, descrevendo o horror e o terror de Paris, após os atentados do passado dia 13 de Novembro.
Ao ver essas imagens, militares e tropas especiais armados, encapuzados a percorrer as ruas de Paris, as imagens de corpos espalhados na rua, pessoas a fugir em completo descontrolo, carros militares, o estado de emergência imposto pelo governo francês, o pavor, o medo que estava presente em cada uma das faces das pessoas, … passaram pelos meus olhos, as ruas desertas, a solidão imposta o silêncio e ausência dos ruídos das pessoas, conversas de café, os carros … não, nada... apenas silêncio, solidão, medo e lágrimas …
Ao ver algumas imagens daquele filme, naquele dia, pensei que tais acontecimentos não seriam nunca mais do que ficção …
Afinal, eram a dura e terrível REALIDADE … não era um filme ...
Eram imagem de vidas destroçadas …. O terror tomou conta de Paris … O medo tomou conta de cada um dos habitantes de Paris e de cada um de nós …
“Je suis Paris …” afirmámos e afirmamos em solidariedade total …
Este “filme de terror” durou e continua a durar … ainda está presente em cada um de nós …
Adormeci e acordei … voltei a adormecer e voltei a acordar …
… aquele “filme” mantinha-se e mantém-se, teimosamente sem que termine com o fim do medo e a “prisão” dos maus da fita … pessoas a fugir de bombas, pessoas a morrer enquanto fogem da guerra, campos de refugiados, fome e guerra ... tudo isto, todos os dias, num Mundo que vai vivendo, muitos em lugares escondidos, com medo ...
… que Mundo é este, que Mundo está a ser “construído” para o Futuro …
Tenho ESPERANÇA e ACREDITO que desta vez, não se passa da Ficção à REALIDADE.
Porque, à semelhança do que sempre acontece nos filmes, também na realidade existem HOMENS que acreditam num Mundo onde o Medo e o Terror não sejam vencedores, mas sim vencidos ...
... e são muito mais do que os "maus da fita" ...
... a avaliar pelas imagens, existem muitos a afirmar ... "Je suis Paris" ... 
 

1 comentário:

  1. Meu caro

    Li tudo mas não sei se os "maus da fita " sairão derrotados...

    Continuo na expectativa da sua vinda a este burgo !

    Um abraço ( quase natalício ).

    ResponderEliminar