DISTRAÇÕES_i_IMAGENS

...um olhar sobre... as minhas IMAGENS preferidas e algumas DISTRAÇÕES ...
"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são." (Peter Urmenyi)
"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular" (Mahatma Gandhi)
"Para viajar, basta existir. " ( Fernando Pessoa )

terça-feira, maio 07, 2013

... eu e ... 365 dias ... 5 horas ... 48 minutos ...


... Eu em Angola ...


... hoje, dia 7 de Maio de 2013 ...
... fez, pelas 07:05 horas, precisamente ...
 ... ou ... "cercamente" ...
... 365 dias ...
...     5 horas ...
...   48 minutos ...
... que, após 37 anos, coloquei os pés em Angola ...
... que, após 37 anos, coloquei os pés na cidade capital de Luanda ...
... foi neste dia, que começou a minha "aventura" por terras de África ...
... os mesmos cheiros ...
... a mesma cor da terra ...
... as mesmas gentes ...
... o mesmo povo ...

... nesse dia, receios ? ... alguns ...
... nesse dia, medos ? ... nenhuns ...
... nesse dia, sonhos ? ... alguns ...
... nesse dia, expectativas ? ... muitas ...

Sentimentos contraditórios ... quando o voo TP 289, proveniente de Lisboa, aterrou no Aeroporto 4 de Fevereiro, em Luanda.

Estranho, mas lembro-me de chegar, encontrar o trânsito tão característico desta cidade, milhares de pessoas a vender nas ruas, muita gente, gente que calcorreava as ruas e avenidas, as estradas desta cidade. Estranho, que tendo saído daqui, 37 anos antes, ao regressar, só estranhei o número de pessoas e a confusão, o pulsar da cidade. Não estranhei, nem as gentes desta terra, nem o calor humano, nem a cor da terra, nem tão pouco a temperatura... Estranhos sentimentos, estranhas sensações.

Lembro-me de chegar ao meu destino, e cumprimentar as pessoas que me vieram receber.
Lembro-me de ouvir:
- Bem vindo a Angola. É a primeira vez que está em Angola? - perguntaram-me.
Eu olhando-lhe nos olhos, sorri e retorqui:
- Não, eu sou Angolano. Nascido e criado até aos meus 12 anos de idade.
Quem me perguntou, sorriu de uma forma franca e aberta, e voltou a dizer-me:
- Então, BEM VINDO À SUA TERRA ...
Realmente, sensação estranha ... estranhos sentimentos, contradições ...

1 comentário:

  1. este teu testemunho MARAVILHOSO é quase idêntico de outros que já retornaram e saber e apesar dos pesares, ou não há bela sem se não"...ouvir "BEM VINDO À SUA TERRA" deve ser algo muito tocante!

    Força e p´ra frente é que é o caminho!

    ResponderEliminar