DISTRAÇÕES_i_IMAGENS

...um olhar sobre... as minhas IMAGENS preferidas e algumas DISTRAÇÕES ...

"A fotografia é a poesia da imobilidade: é através da fotografia que os instantes deixam-se ver tal como são." (Peter Urmenyi)
"A dignidade pessoal e a honra não podem ser protegidas por outros. Devem ser zeladas pelo indivíduo em particular" (Mahatma Gandhi)
"Para viajar, basta existir. " ( Fernando Pessoa )

domingo, setembro 19, 2010

... uma ou várias ideias sobre... AMIZADE ou os AMIGOS...

Hoje, depois de colocar uma série de fotografias da nossa última viagem, decidi também, escrever sobre os amigos. Os AMIGOS…
Tentei, através do meio de consulta mais utilizado nos dias de hoje, encontrar a definição de AMIGO, ou até AMIZADE. Existem milhares, talvez milhões, umas mais bonitas, outras mais conclusivas, outras até muito bem escritas, mas não encontrei nenhuma que desse uma definição concreta e objectiva.
Como sou mais ou menos pragmático, decidi, que consideraria para mim, aquela ou aquelas que mais gostasse.
Uma delas, de Machado de Assis, diz, assim :

“ Não é amigo aquele que alardeia a Amizade: é Traficante; a Amizade sente-se, não se diz. “

Carlos Drummond de Andrade, escreveu, ou disse e alguém anotou, o seguinte :

“ A Amizade é um meio de nos isolarmos da Humanidade, cultivando algumas pessoas. “

Não tenho a veleidade de me permitir a criticar, a concordar ou a discordar. Primeiro porque ambos são “monstros” da cultura internacional, depois porque é uma questão de gosto ou opinião. Mas, mesmo com enorme atrevimento, o pensamento de Machado de Assis, cai que nem uma luva na minha forma de pensamento sobre este assunto.

E sobre esta parte, por aqui me fico…

Um apontamento entretanto...
Esta imagem, aqui ao lado colocada representa uma mudança...
A Noite, começa aqui, a dar lugar ao dia...
Mais uma alteração na "organização" da Vida e do Universo...
Mais um dia começa...
Mais um dia, entretanto tinha terminado...
Agora, deixando-me de "alarvidades", continuemos no que aqui me trouxe...

Depois de uma busca exaustiva para encontrar esta definição, decidi deixar-me de frases ou pensamentos e procurei algo mais substancial.
Dois poemas ou pequenos textos me marcaram mais fortemente. Um deles, novamente de Carlos Drummond de Andrade e outro, que foi mais uma recordação de Vinicius … o, de Morais

São textos marcantes, pelo menos para mim e ambos reflectem quase na íntegra, aquilo que sinto e penso sobre este assunto.
Deixo-vos aqui o primeiro, já que o segundo, se tiverem curiosidade podem consultá-lo em muitos locais, nomeadamente na postagem deste blog do passado dia 20 de Julho de 2010.

Então, e como forma de vos deixar em paz, aqui vai…

PRECISA-SE DE UM AMIGO

Não precisa ser homem, basta ser humano, ter sentimentos.
Não é preciso que seja de primeira mão, nem imprescindível, que seja de segunda mão.
Não é preciso que seja puro, ou todo impuro, mas não deve ser vulgar.
Pode já ter sido enganado ( todos os amigos são enganados).
Deve sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários.
Deve gostar de crianças e lastimar aquelas que não puderam nascer.
Deve amar o próximo e respeitar a dor que todos levam consigo.
Tem que gostar de poesia, dos pássaros, do por do sol e do canto dos ventos.
E seu principal objectivo de ser o de ser amigo.
Precisa-se de um amigo que faça a vida valer a pena, não porque a vida é bela, mas por já se ter um amigo.
Precisa-se de um amigo que nos bata no ombro, sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo.
Precisa-se de um amigo para ter-se a consciência de que ainda se vive.

(Carlos Drummond de Andrade)

Talvez, e mesmo para terminar, este seja uma forma e um caminho a seguir…
Por aqui me fico, mais uma vez…agora de vez…

(Fotografia de Teresa e Fernando)

1 comentário:

  1. FERNANDO

    Que magnífica postagem aqui deixou!

    E como é bom começar assim um Domingo !

    Um abraço.

    ResponderEliminar